English version
  Versão em Português

   The Club
   The Bulldog
   Ranking
   Breeders
   Oversea Breeders
   Membership
   Where We Are
   Membership Subscription
   BCB Services (Member Only)
   Bulldog Store
   Puppies to Sell


Criação


    HOME | Site Map | Contact us | More Links | Members Login



Cuidado com o heat stroke (golpe de calor) no bulldog

Cientistas estão prevendo que 2019 será o ano mais quente do último século - Dicas do BCB On-Line - Cuidado com o heat stroke.



O BCB On-Line oferece valiosas dicas, muito importantes para aqueles proprietários que necessitam fazer um planejamento para combater o calor.

"Não adianta passar mercúrio-cromo sobre uma fratura - portanto calor demasiado não se combate com:

A) Ventiladores ligados dentro dos canis ventilam ar quente, uma vez que o telhado seja sem laje composto pelas condenadas telhas de amianto certamente vai irradiar calor constante, o que se tem é um forno. SIMPLESMENTE NÃO FUNCIONA ESPALHAR AR QUENTE.

B) Molhar o telhado do canil em hora crítica para resfriar a instalação forçando a baixada da temperatura. FUNCIONA, DEVE SER FEITO, MAS É MEDIDA QUE POR SER PRECÁRIA DEVE SER REPETIDA CONSTANTEMENTE".

O correto é evitar a irradiação dos raios solares sobre a construção, ou, pelo menos, impedir que parte da irradiação atinja as instalações.

DICAS:

1) ÁRVORES
- São, indubitavelmente, a melhor opção para combater o calor que pode afligir cães confinados em canis. Mesmo que a manutenção exija limpeza diária do terreno para remoção de folhas, sempre vale a pena, pelo retorno que elas oferecem. Sua sombra refresca o ambiente porque suas folhas bloqueiam os raios solares sem irradiarem qualquer resíduo de calor. É necessário que sejam frondosas e que suas raízes não cresçam horizontalmente (para os lados) como ocorre com os flaboyants, porque esse tipo de raiz arruinaria a construção adjacente e as calçadas e pisos ao redor.

Outro cuidado será evitar as árvores que produzem vagens (verdes que secam e se tornam marrons ou negras). Algumas vagens depois que secam caem na área do solário dos canis e se não forem removidas à tempo os cães poderão roê-las, o que poderá levá-los a óbito.

O material da qual é feita a vagem é uma fibra tão densa e resistente que pode resistir até mesmo a determinados tipos incêndio na mata (a natureza as fez assim para que elas protejam sementes contidas no seu interior), essas fibras não são possíveis de serem digeridas e uma vez ingeridas de acordo com a quantidade poderão causar uma grave gastrinterite, fecaloma, hemorragias e óbito.

Árvores podem ser plantadas a 3 metros da cerca do canil, desde que tenham raiz em forma de espiga (crescimento vertical) Ypês roxos crescem mais rápido que os Ypês amarelos, ambos enfeitam a propriedade onde localiza-se o canil. Carambolas atraem ratos. Jenipapeiros destroem o telhado quando seus frutos caem. Árvores frutíferas sujam mais, exigindo constante remoção da matéria vegetal principalmente de frutas em decomposição que causam mal odor e atraem insetos e roedores, além do tipo de fruta, dependendo do tamanho do caroço poderá ser perigosa quanto a possível ingestão por um bulldog. Um especialista no assunto poderá ser consultado antes do deslocamento a um horto onde as mudas serão adquiridas.

Manutenção - Algumas árvores exigem poda de formação. Outras exigem podas de inverno, poda recomendada para remoção dos galhos que promovem excesso de sombra durante o inverno, quando os raios solares são amenos e devem banhar pelas manhãs o solário do canil.

2. CHAFARIZ - Se possível construa um pequeno chafariz com sistema de água corrente. O chafariz é construído numa área de uso comum (Jardim ou quintal) onde os cães tenham acesso quando forem soltos dos canis. Sendo em água corrente suprindo um tanque raso tem uma rampa de acesso numa das laterais. A água não aquecerá por mais inclemente que seja o sol se estiver próximo a árvores e cada bulldog poderá entrar e sair ao seu bel prazer para refrescar a superfície do abdômen e beber água à vontade. Serve como bebedouro e ajuda a manter a umidade relativa do ar na propriedade. Profundidade 30 cm, com rampa para entrar e sair, evitando assim perigosas pancadas nos testículos dos machos. Maiores informações no Link "Dicas para criação". Quem vê a funcionalidade, aprova. Os bulldogs adoram.



Chafariz do Carving Bulldogs Kennel, RJ, ilustra o presente artigo

Manutenção do chafariz O tanque deverá ser escovado e ensaboado (lavado) uma vez a cada sete dias, para evitar proliferação de algas verdes que nascem devido a incidência direta da luz solar e para que a água do tanque possa se manter potável devido o tanque higienizado, evitando condições favoráveis para proliferação de micro-organismos.

Carro com ar condicionado:

Dia de forte calor e é necessário efetuar deslocamento de Bulldog. DICAS IMPORTANTES:

1) Mantenha o veículo estacionado à sombra sempre que possível para que a fuselagem (lataria) não aqueça esquentando o interior antes do embarque do bulldog.

2) Ligue o ar condicionado minutos antes do embarque.

3) Ao embarcar o bulldog esteja certo que a temperatura está adequada.

Lembre-se que depois de desencadeado o Heat Strok minutos são preciosos para resfriar o corpo do cão e se estiver confinado numa caixa estando o veículo com alta temperatura (antes do ar condicionado poder produzir o clima esperado) o cão continuamente aumentará o mal estar e quando o ar equalizar a cabine poderá ser tarde demais para reverter o quadro.

Se você deixou o carro esquentar (ao sol), embarcou o bulldog nessas condições, o ar condicionado ainda está equalizando o veículo e o cão está respirando pesadamente, com chiado, salivando em excesso, pare o veículo num posto de combustível (ou outro local) onde possa encontrar uma mangueira com água (ou regador) tire o cão e dê banho demorado até ele normalizar a respiração (não tenha pressa em voltar para a estrada), esse procedimento poderá salvar a vida dele e te livrar de prejuízo.

O Heat Stroke é um problema para o criador. Alternativas para combater o calor devem ser planejadas com antecedência. Quem mora em apartamento deve manter o ambiente onde está um bulldog bem arejado e com temperatura confortável, se o cão ficar ofegante, com respiração ruidosa (chiado) e apresentar excesso de salivação, uma toalha umedecida com água gelada (tirada da geladeira) temperada com água de torneira poderá causar alivio imediato e conforto ao canino tão logo ele atenda o comando e deite-se sobre a mesma, mantendo o abdômen em contado com a toalha.

Pesquise no Portal do BCB e leia vários artigos e dicas para prevenir incidência de heat stroke, consultando a biblioteca virtual na parte interna do Portal BCB. Digite a palavra no sistema de busca e espere a varredura fornecer a lista de artigos que descrevem sintomas, procedimentos preventivos e ensinam os primeiros socorros. Esteja preparado para o verão e para o heat stroke, cuja tradução é "Golpe de calor" e cujo sinônimo é "insolação". Criadores novatos informam que o sinônimo seria hipertermia, mas a hipertermia é apenas um dentre vários sintomas e o mais difícil de ser detectado, especialmente por leigo ou criador novato de pouca prática (sem experiência)


Visite nossa Seção de filhotes disponíveis para venda oferecidos pelos canis associados e veja vídeos e fotos postados na conta do Bulldog Club do Brasil, do facebook, acessando-os através dos links abaixos


Autor BCB NEWS
em 5/2/2019

Links relacionados:
PÁGINA COM A RELAÇÃO DE LINKS DOS CANIS ASSOCIADOS COM FILHOTES DE BULLDOG

FACEBOOK DO BULLDOG CLUB DO BRASIL - VÍDEOS DE FILHOTES DISPONÍVEIS
FACEBOOK THE BULLDOG CLUB OF BRAZIL - VÍDEOS DE FILHOTES DISPONÍVEIS